Mauro Mariani não abre apoio para presidente no segundo turno
O candidato do MDB foi provocado por Gelson Merisio, do PSD, a abrir seu voto para o segundo turno. Mariani reafirmou voto para Henrique Meirelles no primeiro turno e tachou Merisio de "biruta de aeroporto"

03/10/2018 09:35

No último debate entre candidatos ao Governo de Santa Catarina entes do segundo turno, realizado ontem pela NSCTV, o apoio para candidatos à presidência foi um dos pontos de deivergência entre Mauro Mariani, do MDB e Gelson Merísio, do PSD.

Merísio questionou Mariani sobre quem ele apóia para a presidência da República e na resposta, o candidato do MDB não pronunciou nomes. Ele  insinou que a aliança feita por Merísio seria " aliando com o PT", por possuir partidos como o PCdoB, que indicou a vice de Haddad.

Na réplica, Merísio reafirmou seu voto em Jair Bolsonaro, do PSL,  disse que Mariani não deixou clara sua posição, e que apoiaria candidato de seu partido para a presidência  a dez dias de eleição, e através de nota. E o provocou a responder quem apoiaria no segundo turno

Na tréplica, Mariani voltou a tachar Merísio de "Biruta de aeroporto", insinuando oportunismo. Mariani garantiu que sua posição é clara, citou aliança de centro direita e os candidatos à presidência do MDB, do PSDB e a aliança com o PRTB, que tem o vice de Bolsonaro. Afirmou voto em Henrique Meirelles, do MDB, no primeiro turno e deixou em stand by o segundo turno. Disse que isso será discutido na segunda etapa eleitoral.

Quer saber mais sobre a declaração de voto de Gelson Merísio para Jair Bolsonaro? 

Clique AQUI

 

Enviando Comentário Fechar :/