Processo que contestava o registro de candidatura de suplente de Jorginho Mello, eleito senador em outubro, foi julgado há pouco pelo Tribunal

27/11/2018 22:29

O TSE, Tribunal Superior Eleitoral, julgou há pouco o deferimento da candidatura de Beto Martins, segundo suplente na chapa de Jorginho Mello ao Senado Federal. Por unanimidade, sete a zero,  a candidatura foi deferida.

 Durante a eleição, candidatos adversários entraram com pedido de indeferimento da candidatura de Beto Martins por, supostamente, ter se filiado fora do prazo mínimo de seis meses antes das eleições.

 O candidato comprovou que se filiou em 6 de janeiro de 2018, com apresentação da cópia da filiação partidária, cópia de petição endereçada à Justiça Eleitoral de Imbituba pedindo a alteração da data de filiação no sistema, além de matérias jornalísticas com ampla repercussão de sua migração para o PSDB já em janeiro.

 O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina e o ministro Ademar Gonzaga, do TSE, mantiveram o registro de candidatura de Martins, mas os autores da ação recorreram e o plenário do TS julgou hoje o recurso.

 A diplomação da chapa, composto por Jorginho Mello, Ivete Appel da Silveira e Beto Martins, será no dia 18 de dezembro, em Florianópolis, junto com os outros eleitos no pleito de outubro.

 

Enviando Comentário Fechar :/