13/07/2013 10:30

 A Operação Moralidade, realizada pelo Gaeco no ano passado  em  Içara, começa a ter seus efeitos concretos. A Justiça da Cidade concedeu liminar para o bloqueio de bens de nove réus na Ação criminal decorrente das investigações realizadas.

“A medida foi requisitada pelo Ministério Público para garantir que o dano ao erário seja revertido ao fim do processo. O volume chega a R$ 2,6 milhões”, informa nesta manhã o site canalicara. 

O ex-prefeito de Içara, Gentil da Luz, do PMDB, terá bens bloqueados no valor de R$ 1,01 milhão. Além dele, Micélia Luiz da Silva (R$ 990,5 mil), Paulo César Balsan (R$ 198,8 mil), Alexandre Milioli Mangili (R$ 127,4 mil), Cacilda Smielvski (R$ 29,9 mil), Ronicaster Fernandes Paes: (53,7 mil), Jurê Carlos Bortolon (R$ 61,3 mil), Fernando da Rosa (R$ 76,3 mil) e Tarcísio da Luz (R$ 72,9 mil).

Confira a matéria completa através do link: www.canalicara.com/noticias/liminar-autoriza-bloqueio-de-r-26-milhoes-19283.html

Enviando Comentário Fechar :/