13/12/2012 17:52

 O número de assessores na Câmara de Criciúma foi pauta de reunião em Florianópolis entre uma comissão formada por vereadores, assessoria jurídica e diretora do legislativo com técnicos do Tribunal de Contas.

Apesar de auditoria do Tribunal de Contas ter detectado que o número de comissionados  está acima do permitido por Lei, a intenção é que se mantenha a partir da próxima Legislatura dois assessores por vereador o que aumentaria ainda mais o número de cargos de confiança na Casa, afinal, são cinco vereadores a mais a partir de 2013.

De acordo com o Tribunal de Contas o percentual ideal seria 50% dos efetivos. Hoje, os comissionados chegam a 77%. A recomendação é que a partir do próximo ano, além de diminuir o número de cargos em comissão, todos tenham obrigatoriamente que bater o cartão ponto.

A defesa da Câmara alega que existem poucos efetivos. “Nós temos uma Câmara muito enxuta. Esse critério é complicado porque então seria mais fácil fazer um novo concurso para contratar mais comissionados? Essa seria uma ideia absurda.”, manifesta-se a diretora do Legisaltivo, Solange Barp.

Os representantes da Câmara de Criciúma aguardam a manifestação oficial do Tribunal de contas acerca do assunto.

Enviando Comentário Fechar :/