Em nota oficial presidente estadual do PCdoB, partido que está na coligação de Gelson Merisio, marca posição contrária a decisão do candidato ao Governo pelo PSD de abrir voto para Bolsonaro. Em âmbito nacional, o PCdoB tem a vice de Fernando Haddad, do PT

27/09/2018 14:12

O presidente do PCdo B em Santa Catarina, ex-vereador de Criciúma, Douglas Mattos, emitiu nota há pouco oficializando a "divergência" do partido acerca da posição adotada pelo candidato ao Governo pelo PSD, Gelson Merísio, que anunciou nesta manhã voto para o presidenciável Jair Bolsonaro.

O PCdoB está na coligação encabeçada por Merísio. No texto, o argumento é que a coligação foi feita em Santa Catarina visando a formação de uma ampla aliança em torno da candidatura de Gelson Merísio e teve por premissa a "pluralidade e diversidade de forças e palanques".

Na entrevista que concedeu ao site há pouco no entanto, Douglas Mattos afirmou que apesar da divergência, não há sinalização de ruptura do PCdoB com a coligação de Merísio.

O PCdoB tem em âmbito Nacional, a candidatura de Manuela D'Avila como vice de Fernando Haddad, do PT.

 

 

 

 

 

Enviando Comentário Fechar :/