Com domicílio eleitoral na cidade desde 2010, deputado estadual estuda a possibilidade de entrar na disputa em 2020

23/11/2018 08:32

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB, caminha a passos largos na organização do cenário visando a sua reeleição em 2020. Sinais claros são as articulações com o PR e o DEM e quiçá a adição de mais uma sigla que pode acontecer para a Fundação Cultural.

Há neste contexto vários fatores levados em consideração, como o desgaste natural do segundo mandato, que já não coloca Salvaro com os quase 80% de aceitação que tinha em 2016 e a entreda do PSL como onda que varreu o cenário político neste ano.

Mais que isso, há de se levar em consideração também os adversários que terá no caminho. No próprio PSL, o nome comentado é do vereador Júlio Kaminski, que está atualmente no PSDB, mesma trincheira de Salvaro. Talvez por isso os comentários de bastidores em âmbito político sobre a hipótese de Salvaro convidar o presidente do PSL de Criciúma, Júlio Lopes, para ocupar a FCC.

Na onda das possibilidades, quem realiza consultas a lideranças em Criciúma para possível candidatura a prefeito é o deputado estadual Rodrigo Minotto, do PDT. Com domicílio eleitoral na cidade desde 2010, Minotto aposta em parcerias e na hipótese de ser renovação, ainda que seu nome seja conhecido há anos no cenário político regional e estadual.

Além de Minotto, as apostas recaem para possível candidatura de Luiz Fernando Cardoso, pelo MDB e Jorge Boeira pelo PP.

Enviando Comentário Fechar :/