Argumento é que análise do Recurso exige a presença de todos os Ministros, o que não ocorreu na sessão de hoje. Ontem, os Ministros tiveram confirmado reajuste de 16, 38% em seus salários , passando de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

08/11/2018 17:33

O Supremo Tribunal federal adiou novamente o julgamento do Recurso da defesa do deputado federal João Rodrigues, do PSD e que vai definir se ele pode ou não assumir o mandato para o qual concorreu sub júdice mas teve votos suficientes para a reeleição.

O argumento é que para o julgamento seria necessária a presença de todos os Ministros e hoje a Corte, que teve inclusive reajuste de 16% em seus salários confirmada pelo senado ontem, não estava completa.

Caso o STF libere João Rodrigues, o deputado estadual Ricardo Guidi, do PSD, é quem sai da lista dos deputados federais eleitos neste ano.

Enviando Comentário Fechar :/