O processo teve origem em denúncia protocolada no Ministério Público Estadual, por integrantes do PP e PSB.

08/11/2018 09:47

A vereadora Crisleide Cimolin, do MDB de Treviso, escapou da cassação nesta semana quando foi apreciado no Legislativo o parecer final sobre o processo que teve origem em denúncia protocolada no Ministério Público Estadual, por membros dos PP e PSB.

A alegação é que a vereadora não seria residente fixa do município de Treviso, o que contrariaria a Lei Orgânica.

O parecer foi favorável a permanência e dos cinco aptos a votar, quatro foram favoráveis ao parecer.

Enviando Comentário Fechar :/