Modelos para Fundição VenezaUnescEspaço VitalSpilrod

Colombo passa governo para Eduardo Moreira em fevereiro


13/12/2017 15:14:35

No almoço de confraternização que ofereceu a jornalistas hoje, o Governador Raimundo Colombo, do PSD, anunciou que pretende concorrer ao senado nas eleições de 2018 e que a transição de Governo para que o vice, Eduardo Moreira, do PMDB, assuma inicia em janeiro.

Colombo não admitiu com todas as palavras sua renúncia antes do dia 6 de abril, prazo máximo que deve deixar o cargo para concorrer ao senado mas antecipou que em fevereiro deve fazer um curso na Espanha deixando claro que a administração estadual ficará sob o comando de Moreira.

Mais que isso, o governador disse também que precisa cuidar de sua saúde. O cenário aponta que Colombo até pode não renunciar antes do prazo mas atende ao pedido do PMDB deixando o Governo nas mãos do partido a partir de fevereiro. A entrevista coletiva que concedeu logo após o almoço, teve a participação de representantes da imprensa de todas as regiões do Estado.

Confira alguns trechos do que disse o Governador:

 

Sobre a renúncia

Minha renúncia será em abril, segundo a Legislação. Mas eu vou tratar disso, e no final de janeiro a gente anuncia quais os processos de transição. A transição na verdade está acontecendo desde hoje. Hoje ainda no carro estávamos conversando com o Eduardo e eu o consulto:  Eduardo o que voce acha? tem alguma ponderação?  O tempo todo. Quando eu falei é exatamente em todas as funções que vagarem, nas coisas que forem se alterando, vamos fazer em conjunto pra já fazer a transição. Passando números, discutindo orçamentos do ano que vem, todos os procedimentos. É uma coisa que deve ser feita com absoluta lealdade e transparência, para o bem do Estado. Tenho um convite, e eu pretendo mas não tenho isso decidido, ficar alguns dias fazendo esse curso de  três semanas na Espanha. Minha ideia mas não tenho concluído isso, é fazer esse curso depois do carnaval. Pretendo também cuidar da minha saúde. Já recebi três avisos e um médico amigo meu me deu "puxão de orelhas"

 

 

Qual e chance da coligação PMDB e PSD para 2018...

Sobre coligação e sobre poítica, a tendência da gente é querer que a eleição seja antes do dia 7 de outubro. Ela não será. A data está marcada e acho que não será antecipada. As convenções esse ano inclusive ficou postergado entre julho e agosto. Então, tem que dialogar, tem que construir pontes, conversar sobre Santa Catarina, ver o cenário nacional, tem que ver,o que vai acontecer a nível de Brasil, que é a eleição mais importante é a nível presidencial para a população. Se não arrumarmos o macro, os Estados vão ser vítimas desse cenário então acho que todas as coligações são possíveis, mas não são obrigatórias. Vai depender do diálogo, da construção. E isso vai se acentuar a partir de março.

 

O sr acredita na candidatura de Henrique Meirelles para a presidência já que o sr falou no cenário nacional?

Acho que temos que ter um candidato de centro. Porque os extremos, eles estão hoje predominando nas pequisas de uma forma perigosa, pelo menos para o meu pensamento. Acho que o Alckmin é um candidato bem estruturado., venceu etapas importantes e acho que tem todas as condições. O Meirelles, acho um dos brasileiros mais preparados. Eles podem estar juntos em uma chapa, unir suas forças. O que eu acho um erro e um risco é você trabalhar dividindo o centro. Isso pode fragilizar e criar maiores dificuldades para o Brasil que eu entendo seja o Brasil responsável nas decisões que precisa tomar. Acredito que a candidatura do Meirelles hoje é incipiente ainda mas ele está se colocando bem. Tem credibilidade, tem qualidades  pessoais e vai apresentar o programa a nível nacional. O programa será basicamente ele falando. É o primeiro esforço para tentar viabilizar eleitoralmente a sua candidatura.

 

Como o sr vê essa disputa entre João Rodrigues e Gelson Merísio? O sr pretende intervir nessa situação conversar com os dois, tentar apaziguar, ou vai tomar lado?

É natural cada partido ter seu candidato. Ele precisa ter seu candidato para se apresentar na sociedade, defender suas ideias, suas ideologias, sua sigla, para unir militantes. Isso tem que ser assim. Tem que seguir em frente. Outros partidos também tem mais que um candidato. Vamos ajudar para que lá na frente a gente chegue de uma forma unida, de consenso, para que o partido fique forte para disputar a eleição.

 

O sr não pretende tomar lado nem tentar apaziguar a situação. O sr vai deixar a situação correr?

Tentar apaziguar eu vou. Tomar lado não.

 

A tríplice aliança acabou em SC?

Não. Ela pode ser renovada. Ela pode não ser. Acho que vai depender da evolução.O quadro político mudou muito. Tem que entender o momento.

 

A Assembleia Legislativa aprovou projeto que muda a administração do Porto de São francisco. O que o governo vai fazer com os recursos do caixa do Porto?

Quando fizemos a modernização do porto de imbituba, foi a mesma crise, foram as mesmas greves, os mesmos debates e hoje ninguém mais fala, porque o porto é um grande sucesso. Acontecerá isso também no Porto de São Francisco. Os recursos possíveis estão sendo aproveitados na saúde, mas serão aplicados no Porto de São Francisco e o resultado será de grande crescimento operacional do Porto como foi o de Imbituba.

karina-manarin

Cadastre-se e receba minhas postagens com exclusividade:

Modelos para Fundição VenezaSpilrodUnescEspaço Vital

COMERCIAL: 9 9974.0662
KARINA MANARIN 2016 - Todos os direitos reservados
by: conceito virtual