UnescModelos para Fundição VenezaEspaço VitalSpilrod

Sobre o turismo de verão em Santa Catarina. Para que serve a taxa de preservação?


14/02/2017 08:02:59

O que vi durante o fim de semana em Bombinhas, onde se cobra taxa de preservação ambiental,  é para acender o sinal de alerta no setor turístico em todo o Estado. A Costa Esmeralda está ofuscada por esgoto a céu aberto e  histórico de viroses em turistas. Se a indústria do turismo em Santa Catarina pretende sobreviver, que sejam tomadas providências urgentes em relação as praias, principalmente Bombinhas e Florianópolis, onde a Lei Ambiental parece inexistir. 

Se em  Laguna, refúgios como Gelheta e Ipoã são preservados com o rigor da lei, assim como o Balneáro Rincão, onde por várias vezes o projeto de calçadão não saiu do papel, em Bombinhas e Ingleses ( pra citar dois exemplos), casas e prédios são construídos a beira mar impedindo inclusive o acesso (que deveria ser livre) , de pessoas ao mar.

A natureza nos oferece belas paisagens, que podem sim ser utilizadas para o setor turístico. Desde que haja o mínimo de respeito e leis que sejam seguidas a risca. Do contrário, em pouco tempo nossos mares estarão em sua maioria no estado deplorável tal qual encontramos esse "cantinho" em Bombinhas.

karina-manarin

Cadastre-se e receba minhas postagens com exclusividade:

Modelos para Fundição VenezaEspaço VitalSpilrodUnesc

COMERCIAL: 9 9974.0662
KARINA MANARIN 2016 - Todos os direitos reservados
by: conceito virtual