A explicação da assessoria jurídica da Câmara, corroborada também pelo vereador Zairo Casagrande, do PDT, um dos maiores opositores do prefeito Clésio Salvaro, é que o salário atualmente já é pago com redutores e foi mantido o original anterior
29/06/2020 18:27

A Câmara de Vereadores de Criciúma, através de sua assessoria jurídica, em contato com o site, argumentou que não houve reajuste no salário do prefeito, vice e secretários.

A polêmica é que o salário atual, de R$ 12.483,00 para o prefeito, R$ 7.490,00 para o vice e R$ 10.174,123 , para secretários , teria saltado para R$ 24.968,78 para o prefeito, R$ 12.484,39 para o vice e R$ 15.436,89 para secretários, depois de projeto aprovado na Câmara na última semana. A proposta foi aprovada por unanimidade.

A explicação, corroborada também pelo vereador Zairo Casagrande, do PDT, um dos maiores opositores do prefeito Clésio Salvaro, é que o salário atualmente já é pago com redutores e foi mantido o original, com base na lei, tendo reajuste somente do INPC.

São 50% no total, sendo 30% em 2017 determinados por Clésio Salvaro quando assumiu o cargo e 20% recentemente em razão da pandemia de covid-19. " Teve reajuste zero. O salário estava com redutor", reforçou Zairo Casagrande, em contato com o site.

Com a obrigação de deixar determinado salário para os próximos agentes políticos, o prefeito Clésio Salvaro enviou o projeto à Câmara com os valores vigentes já em 2016.(FOTO) O próximo prefeito a assumir poderá também aplicar redutores.

Enviando Comentário Fechar :/