Leia também: Prefeito de Forquilhinha, José Cláudio Gonçalves toma posse como presidente da Amrec
26/01/2022 22:55

O caminho de Antídio

Mais que alfinetar o Governador Carlos Moisés da Silva, o empresário Antídio Lunelli, pré-candidato ao governo pelo MDB, mostrou a que veio, na reunião que aconteceu em Criciúma nesta terça-feira. Firme em suas convicções, antecipou como um dos principais lemas o fortalecimento de parceria entre o público e o privado com colaboração dos setores para o desenvolvimento econômico do estado. Há de se considerar no entanto, que como em um jogo de vídeo game, Lunelli ainda tem fases a vencer até chegar ao posto de candidato ao Governo. O MDB, tem a maior bancada de deputados estaduais, o maior número de prefeitos eleitos mas apesar de ser considerado um partido “popular”, não une a base com os caciques quando o assunto é a pré-candidatura ao governo do estado. Além dos que defendem Antídio e Dário Berger, apesar dos fortes sinais que ele deve deixar o partido, a  divisão engloba também os defensores da filiação do Governador Moisés ao MDB para concorrer à reeleição. Em meio a este cenário, há de se levar em consideração que com todas as declarações e reuniões de Dário Berger com a cúpula nacional do PSB, sinalizando que ele está fora do partido e retirando-se a possibilidade de Moisés optar pelo MDB, Antídio é o nome em pauta para representar a sigla na disputa pelo governo do Estado.

Resistência

O governador Carlos Moisés da Silva resiste em filiar-se ao MDB porque considera que isso poderia “atrapalhar” possível aliança com outros partidos. Há quem afirme que tal afirmação está sob análise e a possibilidade de ele definir por aterrissar na sigla não está descartada.

 “O Paulo Afonso se declarando contra o Antídio é um presságio de nossa vitória ao governo. O Paulo Afonso já era contra o Luiz Henrique da Silveira”. 

Ex-deputado federal Ronaldo Benedet durante o encontro em Criciúma em prol do pré-candidato ao Governo pelo MDB, Antídio Lunelli. 

 Com Salvaro

Nesta quarta-feira, Lunelli esteve com o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB. Na pauta, as semelhanças no estilo de gestão, eleições e acertaram de conversar sobre a possibilidade de alianças conforme o cenário se desenhe. Antídio Lunelli espera até o dia 19 de fevereiro, data que o MDB marcou a prévia, para que haja uma definição do partido sobre o pré-candidato ao governo.

O caminho de Lunelli; O recado de Benedet para Paulo Afonso; A agenda de Moisés no Sul

 Ausência

Anotada a ausência de prefeitos do MDB da região no evento que reuniu correligionários e apoiadores de Antídio Lunelli para a pré-candidatura ao governo de Santa Catarina pelo MDB. Ausentes por exemplo o prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Fáveri e de Balneário Rincão, Jairo Custódio. Pode ser reflexo do Plano 1000 do Moisés e de outras obras nos municípios que dependem de recursos do Governo do estado, como é o caso da segunda etapa do calçadão no Balneário Rincão. A conferir se isso será suficiente para que o atual governo tenha de fato apoio de prefeitos para sua reeleição.

 Agenda

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, aterrissa na região sul nesta quinta-feira. Ele participa de algumas conversas incluindo uma com o PSL e DEM de Criciúma já que os dois partidos agora são União Brasil. Gean Loureiro é pré-candidato ao Governo de Santa Catarina pelo União Brasil, com conversas afinadas com o PSD e Republicanos.

Na Amrec

O prefeito de Forquilhinha, José Cláudio Gonçalves, o Neguinho, do PSD, toma posse nesta quinta-feira como presidente da Associação dos Municípios da Região Carbonífera. A solenidade será a partir das 14h30min. Neguinho assume o comando da Amrec após acordo com o PSDB, que tem três prefeitos na região e será, pelo acordo, o partido  a estar no comando da Associação neste ano. 

Moisés no Sul

O governador Carlos Moisés da Silva, sem partido, aterrissa na região nesta sexta-feira. Na agenda, a visita ao município de Forquilhinha, onde ele assina o contrato  de Adesão do Município  ao  Plano 1000, que destinará R$ 27 milhões num prazo de cinco anos/. Está na pauta também a Ordem de Serviço para obras de melhorias do Aeroporto Diomício Freitas, com  investimento de aproximadamente R$ 16 milhões.

Enviando Comentário Fechar :/