A agência Consular da Itália situada em Criciúma, que emite cerca de 500 processos e documentação por ano, ainda analisa a possibilidade de instalação de máquina biométrica. Isso porque, a estrutura da qual dispõe não seria suficiente para atendimento
06/05/2019 17:04

A possibilidade de instalação de uma máquina biométrica para emissão de passaportes a partir de Criciúma, está sob análise da Agência Consular. Isso porque, a Agência situada no município, está entre as que mais atende cidadãos italianos da região, com cerca de 500 processos e documentação encaminhados por ano ao Consulado da Itália em Curitiba.

 “ Com a estrutura e o efetivo que dispomos hoje, não conseguiríamos atender com excelência a demanda por isso, estamos analisando o assunto que foi abordado em reunião no Consulado na última semana”, explica o agente Consular de Criciúma, Guilherme Bortoluzzi.

Enquanto isso, informa Bortoluzzi  deve haver incremento de vagas mensais para a emissão de passaportes na Agência Consular de Joinville e no Consulado Honorário de Florianópolis, que já dispõem da máquina biométrica. Internamente ainda vamos organziar como será o incremento que deve acontecer nos próximos meses", completa o Agente Consular.

Com o equipamento, o passaporte italiano continua sendo confeccionado no Consulado em Curitiba mas não há necessidade de o cidadão italiano se deslocar até a Capital do Paraná. 

"Nossa intenção é facilitar para que o cidadão tenha o menor tempo de espera possível para consguir o documento", conclui Bortoluzzi.

Enviando Comentário Fechar :/