Se em tempos passados ampla campanha foi feita por um aeroporto Regional, sob o pretexto de que seria o melhor para o Sul, o efeito propalado parece que está longe de ser alcançado. Por pouco, os voos da Latam, no aeroporto de Jaguaruna não estão novamente suspensos a partir de hoje.
03/09/2019 08:56

Se em tempos passados ampla campanha foi feita por um aeroporto Regional, sob o pretexto de que seria o melhor para o Sul, o efeito propalado parece que está longe de ser alcançado. Por pouco, os voos da Latam, no aeroporto de Jaguaruna não estão novamente suspensos a partir de hoje.

A questão foi novamente a presença de Bombeiros com curso específico, exigência para o pouso. Integrantes do Governo correram para apagar o foco de mais um incêndio que seria provocado pelo fato e o Comandante dos Bombeiros, Charles Alexandre Vieira confirmou que caso providências não fossem tomadas, hoje os voos estariam suspensos.

Há meses o impasse prevalece, provocando insegurança em passageiros de toda a região, que almejam com voos mais próximos de casa mas acabam por ter que se deslocar geralmente a Florianópolis para embarcar. Após a duplicação da BR-101 e a inauguração do aeroporto de Jaguaruna, dizia-se que a logística do Sul, isolado por terra, ar e mar, estava recuperada. Não é bem isso que se constata na prática. Ainda mais quando além da insegurança dos voos em Jaguaruna, encalham no túnel de Tubarão, os que precisam se deslocar de Florianópolis para a região.

Há neste contexto do aeroporto de Jaguaruna, de se levar em consideração certo descaso do Governo diante da exigência da Latam, da presença de Bombeiros para o pouso no aeroporto. O número precisa ser mantido para a garantia de voos. Mais que isso no entanto, há de se pesquisar o motivo de a própria empresa por vezes anunciar o cancelamento de voos.

O relato de um empresário do Sul é que recebeu há dez dias o comunicado que as passagens compradas para novembro, com pouso em Jaguaruna, estariam canceladas. O motivo não foi explicado.

Enviando Comentário Fechar :/