A transição na Agência Consular Honorária da Itália em Criciúma está confirmada e deve se consolidar em meados de 2022
29/12/2021 10:14

Está confirmada a transição na Agência Consular Honorária da Itália em Criciúma. O atual agente consular, Guilherme Bortoluzzi, já manifestou a intenção de deixar o cargo por motivos pessoais, o que deve acontecer até meados de 2022, após doze anos atuando no auxílio aos descendentes de italianos que procuram a cidadania e a confecção de passaportes.

Há nos bastidores a informação sobre uma lista de nomes da região para a escolha de quem  deve substituir Guilherme Bortoluzzi, entre eles o do empresário Olvacir Fontana. A escolha é feita através do Consulado Geral da Itália, em Curitiba.

Além da Agência Consular em Criciúma, existe na região Sul, a correspondência honorária da Itália em Nova Veneza, sob o comando do vereador Aroldo Frigo Junior. Em Santa Catarina existem ainda uma agência Consular em Joinville e o Consulado Honorário da Itália em Florianópolis.

Todos atuam no auxílio à documentação para cidadania italiana, passaportes, além de auxílio aos cidadãos ítalo-brasileiros que tem inclusive direito a voto nas eleições italianas.

Em Criciúma, a família Bortoluzzi faz história quando o assunto é o auxílio aos descendentes de italianos interessados na dupla cidadania. O pai de Guilherme Bortoluzzi, Sérgio Bortoluzzi, foi Agente Consular por 14 anos, entre 1994 e 2010.

Enviando Comentário Fechar :/