O senador Esperidião Amin, em seu discurso, na reunião do PP nesta noite em Criciúma, analisou a eleição de 2018, com a onda PSL, e apresentou aos correligionários a tese que o feito não se repete em 2020.
10/05/2019 21:21

Foi uma longa reunião, com a presença de integrantes do Diretório de Criciúma, e que teve tom único: a organização do PP para as eleições de 2020 na cidade.

O senador Esperidião Amin, em seu discurso, analisou a eleição de 2018, com a onda PSL, e apresentou aos correligionários a tese que o feito não se repete em 2020.

“Eleição para prefeito não é eleição para onde. Porque é muito difícil você eleger prefeito que você não conhece”, analisou. Se for para pensar em disputar a eleição de 2020 pensando em 2018, vão para casa. Não adianta fazer partido. A eleição municipal é diferente. O município é a minha casa e esse negócio de entregar a chave da minha casa é algo muito sério”, comparou.

Especificamente de Criciúma, Amin alertou para o fato de o município ser o maior da região e influenciar também no pleito eleitoral em outros municípios.

CONFIRA O VIDEO:

 

Enviando Comentário Fechar :/