Leia também: PDT de Içara elege nova executiva; As prévias do PSDB
19/11/2021 21:50

Republicanos reivindica proporcional

A nota publicada pela coluna nesta semana sobre a aproximação do Podemos e Republicanos com o União Brasil e o PSD para projeto visando às eleições de 2022 em Santa Catarina continua repercutindo no estado. Depois do deputado Laércio Schuster, líder do Podemos, se manifestar e avaliar que o Podemos não deve estar na mesma coligação que o governador Moisés, foi a vez do presidente estadual do Republicanos, deputado Sérgio Motta, se manifestar. Mota admitiu conversas com o prefeito Gean Loureiro, do União Brasil e informou que esteve também com o Governador Carlos Moisés da Silva nesta semana, a quem reafirmou proximidade lembrando inclusive que o Republicanos tem Claudinei Marques na Secretaria de Desenvolvimento Social. Mesmo assim, no entanto, Motta afirmou à coluna que não há acordo fechado do Republicanos com nenhuma sigla para as eleições do próximo ano. O deputado explicou que o principal entrave está na nominata proporcional. “Eu já conversei com o governador Moisés, com o prefeito Gean Loureiro e conversei também com o senador  Jorginho Mello, e solicitei auxílio para fechar os pré-candidatos proporcionais mas até agora ninguém respondeu concretamente. Enquanto não tiver ninguém filiado ao nosso partido nós não vamos estar juntos. Tem que ser bom para ambos os lados”, especificou o presidente estadual do Republicanos, que é o partido com o sexto maior tempo de propaganda gratuita na TV. 

 Possibilidade

O presidente estadual do Republicanos, Sérgio Motta, relatou que  na conversa com o senador Jorginho Mello, do PL, foi cogitada inclusive a possibilidade de  a deputada federal Carmen Zanotto se filiar ao Republicanos, mas o assunto não evoluiu. 

 Filiação

O Governador Carlos Moisés da Silva afirmou na conversa com o deputado Sérgio Motta, que deve anunciar a qual partido vai se filiar até o início do próximo ano. Por ora, Moisés não estende o assunto  quando se trata da sigla pela qual deve concorrer à reeleição em 2022.

 Içara

O PDT de Içara elegeu na noite desta quinta-feira o empresário Joelson Cardoso, o  Cardial, como presidente municipal da sigla. A executiva conta ainda com Karol Callegari, que é o nome do partido para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados nas eleições de 2022. O PDT tem em Araranguá o vereador Diego Pires como pré-candidato a deputado federal e deve ter outro pré-candidato a federal na região de Tubarão. Para deputado estadual, o PDT terá em todo o Sul apenas o deputado Rodrigo Minotto, pré-candidato à reeleição.

 Prévias do PSDB

Fim de semana de expectativa quanto a realização das prévias que vão definir o pré-candidato à presidência da República pelo PSDB. As prévias acontecem no dia 21 de novembro, próximo domingo, e  a polarização fica entre os governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e de São Paulo, João Dória. O favoritismo recai sobre Dória, que fez roteiro inclusive no Rio Grande do Sul nesta semana. 

 Em Santa Catarina

As prévias do PSDB vão encaminhar também situações em Santa Catarina. Caso o favoritismo de João Dória se confirmar e ele for escolhido o pré-candidato à presidência, o pré-candidato do PSDB ao governo do estado, Gelson Merísio retira seu nome do cenário , como já confirmou à coluna. Resta conferir agora se nessa situação, Merísio continua no PSDB.

 Com Bolsonaro

O senador Jorginho Mello, presidente estadual do PL em Santa Catarina, e o ex-senador Magno Malta participaram de um evento que reuniu cerca de 300 lideranças da igreja evangélica do estado, na manhã desta sexta-feira na sede da Assembleia de Deus, no Centro de Florianópolis.  Além de lideranças religiosas, estiveram também presentes deputados estaduais como Sargento Lima, do PL, Ana Campanholo , do PSL e Jair Miotto, do PSC. No encontro, as lideranças reforçaram o compromisso com o apoio à reeleição do presidente Bolsonaro. Bolsonaro participou do evento através de uma vídeo chamada.

 Impulso para a região

Foi no município de Pedras Grandes, especificamente na localidade de Azambuja, que os imigrantes que colonizaram a região pisaram quando chegaram ao sul, há quase 145 anos. Na primeira colônia italiana está um pouco da história de cada um dos descendentes e por isso, a preservação da cultura com a contribuição ao desenvolvimento inclusive econômico através do turismo é essencial. O governador Carlos Moisés da Silva incentivou isso quando liberou recursos para a primeira parte da pavimentação da Rodovia do Imigrante e quando se compromete com a liberação de recursos para a segunda parte.  Com a rodovia possibilitando acesso mais fácil e rápido, os projetos como a réplica da Torre de Pisa que deve ser construída já em 2022, a restauração do cemitério que data de 1877, a Casa dos Arcos e tantos outros, estarão em evidência. Mais que isso no entanto, a obra é um gesto de gratidão para cada um dos descendentes daqueles que corajosamente decidiram deixar sua terra, sem saber ao certo o que encontrariam na América.

 Torre

A réplica da torre de Pisa, projetada para a localidade de Azambuja, no município de Pedras Grandes remete à Itália e suscita também detalhe importante da colonização já que apesar de 80% dos italianos terem partido da região do Vêneto , chegaram am Azambuja também oriundos da Toscana, caso da família do atual prefeito da cidade, Agnaldo Filippi.

 História preservada

Além da torre de Pisa, outro projeto em andamento na localidade de Azambuja é a restauração do primeiro cemitério da região, onde estão muitas das lápides dos primeiros imigrantes que chegaram no Sul. O local data de 1877, data do início da imigração quando foi fundada também a colônia imperial de Azambuja, o primeiro assentamento de imigrantes e que compreendia desde onde hoje está o município de Tubarão até Araranguá.

Primeira colônia Italiana resgata história; Bolsonaro participa de evento religioso em SC; Republicanos quer compromisso com a proporcional

 

Enviando Comentário Fechar :/