Deputado respondeu sobre sua intimação no processo que pede sua expulsão do PSL.
27/11/2019 08:25

Na atual situação de guerra entre o PSL em Santa Catarina e os “bolsonaristas”, o pedido de expulsão do deputado Jessé Lopes pode ser a saída para que ele possa deixar o partido sem a perda de mandato.

Advogado eleitoral dos mais experientes da região, explicou à coluna que pela atual jurisprudência, mesmo em caso de infidelidade partidária, a maior probabilidade seria de o deputado não perder o mandato. Ontem, o deputado respondeu sobre sua intimação no processo que pede sua expulsão do PSL.

Deputado o Sr foi intimado do processo que pede sua expulsão do PSL ... algo que parecia já estar encerrado. O Sr esperava por isso?

 - Sim, acreditava que algum momento algo similar a isso poderia acontecer. Visto que o governador já havia sinalizado esta vontade e acabou retrocedendo pelo cenário do PSL na época.

 Qual é o motivo especificado na intimação que o Sr recebeu, para a sua expulsão do PSL?

 - Me parece uma intimação de perseguição política, visto que a reunião da executiva nacional que deliberou para isso tratou de nomes de outros deputados pelo Brasil.

 

O Sr tem estratégia de defesa? 

 - Sim. Para mim está muito claro que quem destoou das ideais que elegeram deputados, governadores e o presidente da república, não fui eu. O PSL pelo qual fui eleito, é o mesmo que mantive nas minhas condutas de mandato. Para mim, é simples mostrar minha linha de atuação.

 Nesse momento de divergências entre o PSL e os Bolsonaristas, com o Sr filiado ao PSL sem poder deixar o partido sob o risco de perder o mandato, a expulsão seria uma boa saída para o Sr?

 - Acredito que, com o cenário partidário existente hoje, a relação com o PSL fica muito difícil. O pedido de expulsão parte do PSL, portanto cabe a eles analisarem. Caso aconteça, eu ja sei o meu caminho.

Enviando Comentário Fechar :/