Leia Também: Agiu rápido o prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Fáveri, do MDB, em relação ao contrato da empresa Ozz Saúde com o Serviço Aeromédico, Sarasul.
12/05/2022 20:24

Cassações em Urussanga

A expectativa nesta sexta-feira em Urussanga é quanto a possibilidade de cassação do vereador Rozemar Sebastião, o Taliano, do PDT. O motivo não é somente o tenso clima político que se instalou desde o afastamento do prefeito Luiz Gustavo Cancelier em maio do ano passado. Em dezembro, a Polícia Civil realizou a Operação Hera, o que ocasionou o afastamento temporário de três vereadores, incluindo Rozemar Sebastião. Ocorre que com a cassação dele, pode ocorrer em seguida a cassação do prefeito que está há um ano afastado do mandato. Na Câmara além da Comissão Processante que apresentou parecer pela cassação do vereador, existe outra, que de igual modo averigua possível conduta do prefeito relativa as denúncias contra ele investigadas pela justiça. Para cassação do prefeito Luiz Gustavo Cancelier são necessários votos de seis, dos nove vereadores. Sem Rozemar Sebastião, que tinha tendência de votar contra, a possibilidade de o suplente se manifestar pela cassação do prefeito é levada em consideração nos bastidores políticos em Urussanga. Na última decisão da Justiça, O STJ concedeu prazo de até 60 dias para que o TRF4 se manifeste sobre a aceitação ou não de denúncia oferecida contra o prefeito e sobre as cautelares que o mantém afastado do mandato. A julgar pelo "andar da carruagem” em Urussanga, está incluída nas previsões de bastidores políticos a possível cassação do prefeito antes de qualquer decisão definitiva da justiça. 

 A sessão

A sessão na Câmara de Vereadores de Urussanga que vai definir o futuro do vereador Rozemar Sebastião, o Taliano, do PDT, terá início às 9 horas desta sexta-feira. Na ocasião deve ser convocado o suplente, Erotides Borges Filho, o Tidinho. O relatório final, assinado pelo vereador Fabiano Murialdo de Bona, do PSDB, aceitou uma denúncia, relativa a extravio de processo da Fundação de Meio Ambiente de Urussanga. Confira aqui o relatório na íntegra. 

Rápido

Agiu rápido o prefeito de Cocal do Sul, Fernando de Fáveri, do MDB, em relação ao contrato da empresa Ozz Saúde com o Serviço Aeromédico, Sarasul. Logo que foi informado sobre pendências no pagamento da equipe responsável pelo serviço, o prefeito, que é o presidente do Consórcio CIM-AMREC, responsável pela coordenação e repasse de recursos para a empresa, de pronto chamou os colaboradores para se inteirar do assunto. Constatou que apesar dos repasses de responsabilidade do Consórcio estarem em dia, parte dos vencimentos não havia sido pagos pela empresa. Tratou de procurar representantes da empresa, fazer acordo com a equipe para a não paralização do serviço e providenciar outra empresa em, caráter emergencial. O Sarasul foi uma conquista para toda a região e presta serviço de excelência, salvando vidas. A atitude de gestores como o prefeito Fernando de Fáveri é essencial para que serviços assim possam continuar, apesar dos percalços enfrentados.

 

Martelo batido

O MDB de Criciúma foi, voltou, foi de novo e voltou com o nome do presidente municipal da sigla, Rodrigo Ganso como definido para concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa nas eleições deste ano. Havia ainda os nomes do vereador Paulo Ferrarezzi, vice-presidente do partido, e do médico Aníbal Dário como pré-candidatos a deputado estadual. No comunicado, a informação que a Coordenação Regional e a Direção Estadual do MDB foram comunicadas através de ofício. 

 Bastidores

No vai e vem das conversas para as composições majoritárias para as eleições deste ano, ressurge a tese nos bastidores sobre a candidatura de Esperidião Amin ao Governo. A hipótese estava enfraquecida nos bastidores que indicavam possível composição do PP com o senador Jorginho Mello mas o gesto desta semana quando Amin procurou o deputado Kennedy Nunes reacendeu em especial nos progressistas a esperança de ver Amin como candidato a digitar o número do partido na urna. 

 Chapa

Jorginho Mello chegou a selar acordo com o Kennedy Nunes para uma aliança com o PTB visando ao pleito eleitoral deste ano mas abraçou com força o ex-ministro da Pesca, Jorge Seif, indicado por Bolsonaro como pré-candidato ao senado pelo PL. Há nos bastidores a informação sobre a possibilidade de uma chapa pura no PL com Jorginho, Daniela Reinher como vice e Jorge Seif para o senado.

 Bolsonarista

Na conversa que teve com Kennedy Nunes, Esperidião Amin acompanhado do presidente estadual do PP, foi colocado a mesa principalmente o “mote” bolsonarista de uma possível aliança, o que dividiria os votos almejados pelo pré-candidato ao Governo pelo PL, Jorginho Mello. Mais que isso, a chapa poderia ser formada por Amin como pré-candidato ao Governo e Kennedy Nunes para o senado abrindo vaga para a participação de mais um partido que poderia indicar o vice. 

Pré-candidato

Ao mesmo tempo que houve a conversa com Esperidião Amin, o PTB, de Kennedy Nunes, em reunião dos pré-candidatos proporcionais nesta semana, recebeu a disposição de candidatura ao Governo do estado por parte do empresário Carlos Werner. O assunto no entanto, será discutido no dia 4 de junho em nova reunião da direção estadual do PTB com candidatos proporcionais. 

Agenda

Depois de Gean Loureiro e o governador Moisés, dois pré-candidatos ao Governo de Santa Catarina que aterrissaram no Sul na última semana, na próxima será a vez do senador Jorginho Mello visitar a região. Além e entrega de emendas, vai fazer agenda política em especial com lideranças do PL, seu partido.

No roteiro

Pré-candidato ao Governo pelo PT, o ex-deputado federal Décio Lima cumpriu agenda em Tubarão nesta semana ao lado da vereador Giovana Mondardo, pré-candidata a deputada federal pelo PCdoB. Os dois partidos fazem parte da aliança que reúne outras oito siglas do campo das esquerdas, que terão um candidato ao governo, além de fazer “palanque”para Lula,  pré-candidato à presidência da República.

 

Federação

A Federação formada entre o PT, PCdoB e o PV, incide diretamente nas candidaturas proporcionais já que consolida uma “coligação proporcional”. Com isso, a vereadora Giovana Mondardo, de Criciúma, é a única mulher e com mandato, nas três microrregiões do Sul, dentro da federação, pré-candidata a deputada federal. Mondardo já lançou sua pré-candidatrura e concilia a agenda de vereadora com reuniões em todo o estado com lideranças de seu partido, o PCdoB e de siglas que representam a Frente de Esquerda em Santa Catarina. 

 

Enviando Comentário Fechar :/