No oficio, enviado ao Secretário Estadual de Saúde, prefeitos apontam que os números são os piores desde o início da pandemia de coronavírus
03/12/2020 23:46

 Associação dos Munícipios da Região Carbonífera  expediu oficio endereçado ao Secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, solicitando novos de leitos de UTI, que podem ser abertos no Hospital São José e no Hospital São Marcos, de Nova Veneza. Durante a reunião o presidente da AMREC, Ademir Magagnin, ligou para o Secretário de Saúde do Estado reforçando os pedidos.

No oficio, o reforço acerca dos dados referentes a  91% dos leitos de UTI com ocupação do Estado todo, e na Amrec 100%. além de enfatizar que os números  são os piores desde o início da pandemia. No documento também se informa que existem hoje pacientes na fila, aguardando abertura de leitos de UTI.

O encaminhamento foi feito durante reunião  com a participação do presidente da AMREC e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin; a coordenadora Comissão Intergestores Regional de Saúde da região da AMREC (CIR-Carbonífera) e secretária de saúde de Nova Veneza, Maristela Vitali Cunico; do vice-coordenador da CIR e secretário de saúde de Criciúma, Acélio Casagrande; do diretor executivo da AMREC, Lei Alexandre; do diretor executivo do Consórcio Intermunicipal de Saúde (CISAMREC), Roque Salvan, além de servidores da área da saúde de Criciúma e do Estado.

Na ligação feita ao secretário de Estado, André Mota Ribeiro, ele pediu oficialização dos pedidos da região com sugestão. O oficio coloca como sugestão abertura de 33 novos leitos no total, sendo 10 no Hospital São José; 13 no Hospital de Retaguarda do Rio Maina; e mais 10 no Hospital São Marcos de Nova Veneza.

(Com informações da Assessoria de Imprensa da Amrec)

 

Enviando Comentário Fechar :/