Candidato do PSD ao governo desde que anunciou pré-candidatura imprimiu a marca de "antiMDB" e com isso, quebrou a "polialiança" proposta por Luiz Henrique da Silveira
13/10/2018 09:33

Candidato ao Governo pelo PSD, Gelson Merísio atirou no alvo ao anunciar dois nomes técnicos de peso para seu possível governo.

O coordenador do Gaeco de Blumenau, Odair Tramontin como Secretário de Segurança, e o delegado da Polícia Federal, Ivan Ziollkowski para secretário adjunto da pasta outorga a imagem de preocupação com o setor, já anunciada desde os primeiros dias de campanha ainda no primeiro turno.

Na entrevista que concedeu ao site ainda na quinta-feira, o candidato informou que deve anunciar mais nomes ma próxima semana, que serão somente dez secretarias e nenhuma Regional.

Há neste contexto também, outra marca de Merísio, defendida desde que ele anunciou sua intenção de ser candidato ao Governo: o afastamento total do MDB. O candidato quer mostrar que o partido não fará parte de um eventual governo sob seu comando, e garantir isso ao eleitor, ao anunciar o colegiado.

Por outro lado, a insistência de Merísio em afastar emedebistas, o que quebrou a "polialiança" proposta por Luiz Henrique da Silveira, lideranças do MDB, apesar da liberação proposta pela Executiva Estadual, anunciam em sua maioria, apoio para o candidato do PSL, Comandante Moisés.

Enviando Comentário Fechar :/