Em reunião na Assembleia Legislativa foi entregue orçamento ao presidente da Casa, deputado Júlio Garcia, do PSD
13/12/2019 10:10

A Comissão formada por vereadores, representantes do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística do Sul de Santa Catarina, Setransc, Acic, e empresários da região encaminhou ontem em Florianópolis o pedido de verba para o presidente da Alesc, deputado Julio Garcia, para realização de obras no Porto Seco.

O montante de cerca de R$ 4 milhões é necessário para pavimentação das ruas da área e ajuste da rótula que dá acesso a entrada do Porto Seco – hoje com desnível que prejudica o retorno dos caminhões.

 “Nós entregamos um orçamento para o presidente da Assembleia e saímos bastante animados, com uma confirmação de 90% de que o recurso será viabilizado”, pontuou Lorisvaldo Piuco, presidente do Setransc.

Consta no orçamento total o valor de pouco mais de R$ 6 milhões. Parte do recurso já foi alcançado pela Comissão. “O presidente da Alesc, junto com os secretários da região Sul vão buscar um convênio do Governo do Estado junto ao Município de Criciúma, para que a Prefeitura encaminhe a obra com a liberação da verba restante”, pontuou o presidente da Comissão de Obras do Legislativo, vereador Salésio Lima (PSD).

Participaram do encontro sete dos 17 vereadores de Criciúma além do presidente da Acic, Moacir Dagostin e do deputado estadual José Milton Scheffer, do PP.

Ao longo do ano, a viabilização da estrutura necessária da área destinada ao Porto foi pauta do Legislativo. Em agosto, as necessidades foram elencadas em reunião com empresários e a comunidade do Bairro São João, local onde a área está localizada. Conforme o Setransc, cerca de 50 empresas já confirmaram a intenção de se instalar no local.

Em outubro, uma Audiência Pública foi realizada e a comunidade expôs suas necessidades. Dentre elas, a falta de iluminação na principal Rua do Porto, problema que já foi solucionado pelo Município. Também na Audiência Pública, a Comissão que vem buscando os recursos foi formada.

Ainda em outubro, juntamente com a secretária de obras do Município, Kátia Smieléviski, a Comissão apresentou o projeto ao secretário de Infraestrutura do Estado, Carlos Hasler.

Enviando Comentário Fechar :/