O motivo alegado é a inscrição de pessoas jurídica, o que contraria o estatuto da Cooperativa.
07/02/2020 13:03

Fato novo na disputa pelo comando da Cooperativa de Forquilhinha pode acirrar ainda mais a briga entre os integrantes das Chapa 1 e 2. Foi protocolada ontem na Justiça, Ação declaratória que pede a desclassificação do pleito eleitoral, da chapa 1.

 O motivo alegado é a inscrição de pessoas jurídica, o que contraria o estatuto da Cooperativa. A Ação narra que a empresa tem outros quatro sócios que sequer apresentaram documentação, além do que. o estatuto restringe a inscrição de pessoas físicas para serem votadas. A Chapa 2 elaborou a ação após ter acesso, via judicial, a documentação de inscrição da chapa 1, que teria sido negada por vias administrativas. O argumento é que a chapa é única e por isso se há irregularidades em um dos inscritos todos sofrem a punição.

A principal questão nesse contexto de guerra que se formou pelo comando da Coopera, não está restrita especificamente à cooperativa de Forquilhinha, mas é quase praxe em eleições de cooperativas, onde há grupos estabelecidos há anos.

Geralmente quem está no comando define as regras, o que nem sempre coloca o pleito em igualdade para quem se aventura a formar chapa de oposição.

 Prova disso são os pedidos na justiça, de apresentação da lista dos cooperados aptos a votar e da documentação necessária para a inscrição.

 Quem vai definir se de fato há razão na Ação apresentada ontem, é a justiça. Há de se convir no entanto, que com as regras atuais a vantagem na disputa eleitoral, é de quem está com a presidência.

(Com foto/Divulgação/site Coopera)

Enviando Comentário Fechar :/