Em audiência Pública na Assembleia Legislativa, o superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina adiantou a informação
05/04/2021 23:44

As arenas esportivas devem ter nos próximos dias um novo e único regramento sanitário para o funcionamento, em razão da pandemia da Covid-19.

 É o que adiantou o superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Eduardo Macário, durante audiência pública realizada pela Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira para discutir as portarias e decretos estaduais que restringem a prática de esportes em função do coronavírus.

 O encontro, organizado pela Comissão de Educação, Cultura e Desporto, foi solicitado pelo deputado Fernando Krelling, do MDB,  e contou com a participação remota de mais de 20 pessoas, entre educadores físicos, empresários, autoridades, profissionais da saúde, secretários municipais de esporte, entre outros.

 Antes de iniciar os debates, Krelling pediu um minuto de silêncio para o desportista João Kiyoshi Okuti, que faleceu na semana passada por causa da Covid-19. Em seguida, o parlamentar defendeu o retorno das atividades esportivas, principalmente do chamado desporto de participação, com protocolos unificados de segurança sanitária.

 “Os complexos esportivos estão à mercê de normas com interpretações equivocadas, a maioria está sem trabalhar desde o ano passado”, comentou Krelling. “Não é só a questão econômica, estamos falando da importância do esporte para a saúde das pessoas. O esporte não é o vilão. Queremos mostrar que o esporte é importante na prevenção.”

 O presidente da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Kelvin Soares, disse, durante a audiência, que a entidade trabalhou nos últimos dias na elaboração de uma norma voltada às atividades esportivas, com protocolos sanitários mais concretos. “A equipe da Fesporte se debruçou nesse documento, que é mais sintético e elucidativo”, disse.

 O superintendente da Vigilância em Saúde informou que a unificação das normas sanitárias voltadas às atividades esportivas será encaminhada para avaliação da secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, para que ela possa aprová-la. “Teremos nos próximos dias uma legislação mais segura e queremos contar com todos para a sua divulgação e também para retomar as atividades, não como era antes, mas de uma forma muito mais segura”, disse Macário.

(Com informações e foto Agência Alesc)

Enviando Comentário Fechar :/