O que está em análise é se o Governador tinha ou não conhecimento da compra de respiradores, e o depoimento pode ser o elo de ligação que faltava aos deputados componentes da CPI.
29/07/2020 09:02

O depoimento do presidente do Tribunal de Contas, Adicérlio Moraes ao Ministério Público de Santa Catarina, a que a CPI dos Respiradores teve acesso ontem, pode indicar no relatório final da Comissão, que o Governador Carlos Moisés, do PSL, estaria informado sobre a operação envolvendo a compra de respiradores por R$ 33 milhões com pagamento antecipado.

 Isso porque, Adircélio diz em seu depoimento que colocou o Tribunal de Contas à disposição para parecer técnico manifestando em que condições e circunstâncias seria possível o pagamento. Também manifesta que fez alerta sobre o risco de pagamento antecipado e de ficar “sem o equipamento e sem o dinheiro”.

O presidente afirma no depoimento ter recebido ligação do próprio Governador Carlos Moisés, do PSL, manifestando preocupação com o pagamento antecipado de equipamentos. 

Em todo esse cenário, o que está em análise é se o Governador tinha ou não conhecimento da compra de respiradores. E o depoimento pode ser o elo de ligação que faltava aos deputados componentes da CPI. O relatório final está previsto para a primeira quinzena de agosto e há expectativa inclusive sobre a possibilidade de novo pedido de impeachment.

Enviando Comentário Fechar :/