Milton Hobus estranha a quantidade de profissionais em Tubarão, terra do governador Carlos Moisés, na comparação com outros municípios muito mais populosos.
10/08/2020 21:37


O deputado estadual Milton Hobus , do PSD, protocolou um pedido de informação questionando os critérios que o Estado adotou ao estipular o número de procuradores por regionais em Santa Catarina.

Ocorre que a quantidade de profissionais em Tubarão, terra do governador Carlos Moisés, chama a atenção na comparação com outros municípios muito mais populosos.

Na portaria 053/2020, ficou estipulado que a cidade de 105 mil habitantes terá seis procuradores, mais do que Blumenau, Chapecó e Criciúma (ambas com cinco) e igual a Joinville e Itajaí (com seis cada).

 Blumenau tem 357 mil habitantes. Joinville, com 591 mil, segundo estimativa mais recente do IBGE, é quase seis vezes maior. Jaraguá do Sul, que tem população de 171 mil, terá dois procuradores, número muito menor do que Tubarão.


“Quais critérios foram levados em consideração para lotação desses procuradores?”, questiona Hobus.


Neste ano, já houve outra polêmica envolvendo a categoria. O aumento dado pelo governador a procuradores gerou a denúncia de impeachment que está sendo debatida na Assembleia Legislativa de SC contra ele, a vice Daniela Reinehr e o secretário de Administração, Jorge Tasca.
--

Enviando Comentário Fechar :/