Entre as reclamações, o fato de ex-deputados estarem fazendo a “entrega” das emendas muito antes dos atuais deputados, inclusive, os da base do governo. A tendência é de que muitas dessas emendas de 2019 fiquem para ser conveniadas e pagas apenas no ano que vem, principalmente, as da área da saúde.
06/12/2019 08:53

É geral o descontentamento dos deputados estaduais com a forma com que o Governo do Estado vem tratando a liberação das emendas impositivas. O líder do MDB, Luiz Fernando Vampiro, muito próximo do Governador Moisés, foi cobrado veementemente na última reunião da bancada na terça-feira, na Assembleia Legislativa, pelo atraso nos repasses.

 Entre as reclamações, o fato de ex-deputados estarem fazendo a “entrega” das emendas muito antes dos atuais deputados, inclusive, os da base do governo. A tendência é de que muitas dessas emendas de 2019 fiquem para ser conveniadas e pagas apenas no ano que vem, principalmente, as da área da saúde.

 Ontem, logo cedo o Secretário da Casa Civil, Douglas Borba, estava percorrendo gabinetes na Alesc para tentar apagar incêndios. O próprio Governador Carlos Moisés teria chamado a equipe durante a semana para solicitar providências. Das cerca de 1500 propostas em tramitação, apenas 350 foram conveniadas.

Enviando Comentário Fechar :/