Comissão que organiza partido para pleito eleitoral desse ano apontou três nomes em pauta, entre eles o do empresário, muito próximo ao deputado Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro
25/01/2020 08:30

A comissão que trabalha lideranças do MDB para as eleições deste ano em Criciúma, em contato com o site, garantiu que o partido terá candidato a prefeito no município. Mais que isso, citou alguns nomes que estão em pauta para a possibilidade de concorrer. Entre eles o do empresário Edson Gaidzinski Júnior, o Cabeça, muito próximo do deputado Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro, do médico Alisson Pires e da ex-vereadora Tati Teixeira.

Apesar do otimismo de integrantes da comissão, o primeiro nome, que seria uma novidade de peso, com credibilidade suficiente para enfrentar o prefeito Clésio Salvaro, dificilmente poderá aceitar o convite, a julgar pelas atividades que exerce como empresário.

A vereadora Tati Teixeira, descartou a hipótese de concorrer quando foi citada pela coluna ainda em 2019, mas em 2020 pode repensar, dependendo do cenário. O vereador Alisson Pires pode ser a alternativa. A principal questão em raciocínio no MDB seria a possibilidade de uma coligação com o PSL do Governador Moisés, principalmente com base na sintonia que o deputado Luiz Fernando Cardos mantém com a administração estadual, com possibilidade de tornar-se o novo líder do Governo.

 A aliança entre MDB e PSL no entanto, e a acomodação da chapa, depende da resposta do ex-deputado Jorge Boeira, convidado a se filiar ao partido para concorrer a prefeitura com apoio do Governador Moisés. Há de se levar em consideração ainda o PDT do deputado Rodrigo Minotto, que mantém fina sintonia com a administração estadual.

 Apesar de todas as movimentações em Criciúma rumo a formação de chapas para o pleito eleitoral deste ano, o prefeito Clésio Salvaro, do PSDB, pré-candidato à reeleição, ainda não tem uma frente de peso para enfrentá-lo. Continua nadando de braçadas.

 

Enviando Comentário Fechar :/