Deputado é acusado pela Executiva Estadual do PSL de infidelidade partidária
18/02/2020 19:00

 

O deputado estadual Jessé Lopes, do PSL, emitiu nota, com o título " PSL de olho no meu mandato",  sobre a notificação que recebeu nesta tarde da Executiva Estadual do PSL.

No texto, ele detalha que o documento o acusa de infidelidade partidária pelo " posicionamento publicamente a respeito da postura e dos atos do Governador, bem como expressar minha opinião acerca da campanha do Movimento Feminista". 

Confira na íntegra:

 

PSL DE OLHO NO MEU MANDATO

A Comissão de “Ética” e “Fidelidade” Partidária do PSL de Santa Catarina notificou-me, nesta tarde (18/2/20), agraciando-me com duas representações por eu me posicionar publicamente a respeito da postura e dos atos do Governador, bem como expressar minha opinião acerca da campanha do Movimento Feminista.

Alegam Infidelidade Partidária e Quebra de Decoro. No entanto, vale lembrar que uma das competências do Legislativo é fiscalizar o Executivo. Além disso, somos representantes do povo, de modo que somos a voz daqueles que nos confiaram o cargo, sobretudo por termos imunidade parlamentar, que nos assegura o direito de nos expressarmos livremente.

Concederam o prazo de 5 dias para que eu apresente uma resposta formal a respeito. Com tantas demandas e irregularidades para se fiscalizar, é uma falta de respeito com os catarinenses que votaram sob a promessa de uma nova e eficiente gestão referidas representações deturpadas, as quais visam, tão somente, tirar o foco do que realmente importa.

E assim seguimos, novamente, com a apresentação de mais uma narrativa interpretada sob o viés daqueles que querem continuar se beneficiando das práticas da velha política.”

(Deputado Estadual Jessé Lopes – PSL/SC)

Enviando Comentário Fechar :/