Executiva Provisória do partido na cidade foi constituída ontem e está sob o comando do ex-vereador Kila Ghellere. Os atuais vereadores, Luciano Pires, do PSB e Diego Pires, do PDT, devem migrar ao Podemos na janela a ser aberta no início do próximo ano
19/09/2019 08:52

O “Podemos” nasce em Araranguá com um ex-vereador, Kila Ghellere, que é o presidente da Executiva Provisória montada ontem, e dois atuais vereadores, que devem migrar somente na janela, sob pena de perda de mandato: Luciano Pires, do PSB e Diego Pires, do PDT.

O partido é uma dissidência do grupo que anunciou a desfiliação do PSB há cerca de 40 dias. O motivo alegado foi o descontentamento com o comportamento em âmbito nacional, sendo “oposição por oposição” e no Estado, com a intervenção na Executiva.

O convite para o Podemos veio de outros dissidentes do PSB, no caso o ex-deputado Paulinho Bornhausen, Ronaldo Freire e Cau Hanger. 

Enviando Comentário Fechar :/