Nesta semana, representantes do seguimento estiveram no Legislativo para solicitar apoio dos vereadores para possíveis mudanças na lei apresentada pelo prefeito Clésio Salvaro, do PSDB e que já passou por quase todas as comissões.
16/05/2019 08:59

Assunto delicado e que deve voltar com força à Câmara de Vereadores de Criciúma é o das funerárias da cidade. Nesta semana, representantes do seguimento estiveram no Legislativo para solicitar apoio dos vereadores para possíveis mudanças na lei apresentada pelo prefeito Clésio Salvaro, do PSDB e que já passou por quase todas as comissões.

A preocupação é principalmente quanto a possibilidade, se levado em consideração o texto atual, tanto de se fazer licitação como terceirizar o serviço. O vereador Paulo Ferrarezzi, do MDB, solicitou vistas ao projeto na Comissão de Fiscalização, da qual faz parte e analisa a situação.

A intenção é que os vereadores Tita Belolli, do MDB e Pastor Jair Alexandre, do PSC, chamem para a próxima semana uma reunião com representantes das funerárias e vereadores para colocar em pauta alguns detalhes.

A reclamação abrange também a não obrigatoriedade de chamamento da Central Funerária em caso de óbito, o que estaria dificultando o rodízio que teria que ser feito entre as empresas.

Enviando Comentário Fechar :/