Decisão Liminar obriga que deputado Jessé Lopes, do PSL, se retrate de publicação feita no dia 27 de março sobre a contratação da empresa Ápice Comunicação, de Criciúma, para campanha referente a pandemia de coronavírus, pelo Governo do Estado.
01/06/2020 19:08

O deputado Jessé Lopes, do PSL, terá que se retratar de publicação feita no dia 27 de março sobre a contratação da empresa Ápice Comunicação, de Criciúma, para campanha referente a pandemia de coronavírus, pelo Governo do Estado.

A publicação envolveu a foto da atual sede da empresa, mas antes da mudança para o local, causando a impressão de uma empresa “fantasma”.

Na Liminar deferida hoje pela Justiça, a determinação é que o post seja deletado e haja retratação citando que a Ápice possui mais de dez anos de atuação e todas informações divulgadas pelo parlamentar naquele dia não são verdadeiras.

O processo ainda corre na justiça, mas a liminar determina em caso de não cumprimento, multa diária de R$ 500,00.

Os diretores da  Ápice 360° (FLB Publicidade e Propaganda), Lucas Borges e Felipe Borges, questionados sobre o episódio, alegaram que não podem detalhar o processo , por correr em segredo de Justiça. Em nota, afirmaram:

“Nosso Advogado informou que o processo ainda segue em segredo de justiça e respeitamos as leis. Por isso, não vamos comentar os detalhes do processo. Por hora, o que podemos dizer é que uma pessoa, sendo deputado ou não, não pode prejudicar a imagem de pessoas e empresas de forma impune.

Nossa empresa foi e continua sendo prejudicada em todo estado, por quem ainda não sabe que trata-se de uma agência com mais de 10 anos de mercado. Isso porque, um deputado (da mesma cidade da agência) insinuou que somos uma empresa de fachada, usando uma foto anterior à mudança da Ápice 360° para aquele endereço.

Bem como fez parecer que recebemos meio milhão de reais do Governo do Estado quando, na verdade, prestamos um serviço voluntário na campanha do Covid-19, por entender que era nossa contribuição para Santa Catarina. Mas a verdade sempre vem à tona e nós confiamos na justiça" 

 

Enviando Comentário Fechar :/