Caso de fato o acordo seja mantido e o partido assuma em 2020, ainda há previsão de disputa
17/11/2018 08:20

Esfacelado em Criciúma desde 2000, quando perdeu a eleição para Décio Góes, o MDB ampliou a situação para o Estado quando não conseguiu sequer levar Mauro Mariani para o segundo turno nas eleições para o Governo.

Conforme o acordo firmado pelo "grupo dos nove" na Câmara, o MDB estará no comando  em 2020. Caso de fato o acordo seja mantido ainda há previsão de disputa no MDB.

Os vereadores  Tita Belolli e Paulo Ferrarezzi querem o comando da Câmara.

Enviando Comentário Fechar :/