Bento Albuquerque, de Minas e Energia, teve conversa reservada com lideranças do Sul e se comprometeu em realizar reunião com técnicos para explicar a situação
27/05/2019 19:19

Na reunião que teve com lideranças da região durante sua passagem na Associação Empresarial de Criciúma na última semana, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque avaliou que o Estado de Santa Catarina não perde com a incorporação da Eletrosul pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica, CGTEE.

Pouco antes de participar da reunião do Fórum Parlamentar na sexta-feira, Bento Albuquerque teve reunião fechada com deputados e o Governdor de Santa Catarina, Carlos Moisés, do PSL.

Ao ser questionado por deputados sobre o assunto, ele explicou tratar-se de uma questão empresarial e “ de certa forma tributária”, com base técnica, inclusive com auditorias realizadas e que não é uma decisão do Ministério.

O ministro lembrou que a Eletrosul é uma das principais empresas da Eletrobrás e comprometeu-se em realizar em Santa Catarina uma reunião com a presença de técnicos para explicar a situação. 

O principal argumento dos deputados que abordaram o ministro foi quanto aos números deficitários da CGTEE, geradora que opera com empreendimento a carvão em Candiota, no Rio Grande do Sul e teve duas de suas três usinas desativadas.

O Ministro de Minas e Energia deixou implícito no encontro fechado, que se a decisão está praticamente tomada.

Logo após a reunião com deputados, Bento Albuquerque participou do Fórum Parlamentar Catarinense no auditório da Acic.(foto)

CONFIRA O VIDEO:

LEIA MAIS: DEPUTADOS E SENADORES DE SC SOLICITAM AUDIÊNCIA COM BOLSONARO SOBRE ELETROSUL

Enviando Comentário Fechar :/