Moisés retirou a oferta de 7% de royalties da Casan e antecipou a cobrança de multa em caso de quebra de contrato. É quase guerra declarada.
27/06/2019 08:23

Se o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB, tem fama de ser “duro na queda” em suas reivindicações, a impressão é que ele encontrou alguém que se iguala ou ultrapassa essa característica.

A confirmação aconteceu na entrevista que o governador Carlos Moisés concedeu ao jornalista Adelor Lessa, colunista do TN, onde retirou a oferta de 7% de royalties da Casan e antecipou a cobrança de multa em caso de quebra de contrato. É quase guerra declarada.

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro pertende romper o contrato e diz que avaliaçõs estão sendo realizadas para tal. Proposta de criação de um Samae já foi aprovada na Câmara de Vereadores de Criciúma.

Enviando Comentário Fechar :/