Presidente da Câmara, Miri Dagostin, do PP, tratou do termo de cessão do prédio onde funcionava o Ministério Público do Trabalho, no Parque Centenário, e que, em breve, poderá abrigar os serviços do Legislativo.
22/01/2019 15:55

O presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma, Miri Dagostin, do PP, esteve hoje em Brasília com o o assessor parlamentar da Secretaria de Patrimônio da União, SPU, Leandro Guimarães Guedes.

Na pauta, a discussão sobre o termo de cessão do prédio onde funcionava o Ministério Público do Trabalho, MPT, no Parque Centenário, e que, em breve, poderá abrigar os serviços do Legislativo. 

Para o uso do prédio, a Câmara aguarda a assinatura do termo da Superintendência da Capital Federal. “É um momento muito importante, é a primeira vez que se vê algo concreto em nossas mãos para viabilizar essa sede própria. Temos a autorização liberada, em Florianópolis, e agora viemos buscar a autorização final”, apontou o presidente.

O imóvel será cedido ao Município de Criciúma que, por meio de um termo de uso, cederá o espaço ao Poder Legislativo.

A saída do prédio alugado, atual endereço do Legislativo, e mudança para o novo local trará uma economia de quase meio milhão de reais por ano, segundo a presidência.

O presidente da Câmara cumpre agenda em Brasília junto com o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB.

 

Enviando Comentário Fechar :/