O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB, insistiu e conseguiu a presença de Júlio Lopes como presidente da Fundação Cultural mas, entre as “cláusulas” do acordo para que Lopes assumisse o cargo, está a que ele não poderá contribuir com Salvaro em caso de candidatura à reeleição em 2020.
11/03/2019 08:58

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB, insistiu e conseguiu a presença de Júlio Lopes como presidente da Fundação Cultural mas, entre as “cláusulas” do acordo para que Lopes assumisse o cargo, está a que ele não poderá contribuir com Salvaro em caso de candidatura à reeleição em 2020.

O PSL já definiu que vai ter candidato a prefeito em Criciúma e Júlio Lopes, apesar de estar a frente da UDN, vai auxiliar o candidato escolhido pelo PSL, partido de seu filho, o deputado estadual Jessé Lopes. Salvo mudanças, como a possibilidade de Salvaro filiar-se ao PSL... ou UDN.

Enviando Comentário Fechar :/