Inicialmente, as conversas sobre as eleições do próximo ano em Criciúma envolveram Daniel Freitas, Kaminski e o Governador Moisés. O cenário no entanto, mudou quando do racha do PSL e distanciamento do Governador Moisés de Bolsonaro.
01/11/2019 09:34

Há nos bastidores a informação que o presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que deve declarar apoio aos candidatos a prefeito ligados aos deputados que permanecem apoiando o atual governo mesmo depois do “tsunami” PSL. Neste sentido, há de se avaliar o estrago causado pela declaração do deputado Daniel Freias ao Delegado Valdir e se Kaminski estaria na lista dos prováveis “candidatos de Bolsonaro”.

Freitas arranhou a relação com o presidente Jair Bolsonaro no episódio da liderança do PSL, quando ficou com o Delegado Valdir mas voltou atrás e mudou a posição. Mesmo assim, corre atrás do prejuízo. Tanto que fez questão de divulgar que está junto com a advogada Júlia Zanatta na organização da palestra do deputado federal Eduardo Bolsonaro em Criciúma no dia 8 de novembro.

 Freitas tem certo acordo com o vereador Júlio Kaminski, que foi seu coordenador na eleição de 2018. Mais que desconfortável no PSDB, Kaminski aguarda a janela para migrar a outra sigla e pretende estar em majoritária nas eleições de 2020.

Inicialmente, as conversas sobre as eleições do próximo ano em Criciúma envolveram Daniel Freitas, Kaminski e o Governador Moisés. O cenário no entanto, mudou quando do racha do PSL e distanciamento do Governador Moisés de Bolsonaro.

 

Enviando Comentário Fechar :/