Na entrevista que o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB, concedeu ao site a à coluna do Jornal TN, ele repetiu algumas vezes que ainda não pensa na eleição do próximo ano. É indiscutível no entanto, que ele emite sinais de candidatura não somente à reeleição em Criciúma mas de que tem planos para voos mais altos.
18/07/2019 08:46

Na entrevista que o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do PSDB, concedeu ao site a à coluna do Jornal TN, ele repetiu algumas vezes que ainda não pensa na eleição do próximo ano. É indiscutível no entanto, que ele emite sinais de candidatura não somente à reeleição em Criciúma mas de que tem planos para voos mais altos.

Evidência é a conversa revelada por ele na entrevista com líderes estaduais do PP, como o senador Esperidião Amin, para alianças entre o PSDB e o PP no maior número de municípios para as eleições do próximo ano.

Mais que isso, pesa também a análise feita pelo vereador José Luiz Tancredo, de Tubarão, logo após sua reunião com Salvaro na manhã de segunda-feira. Tancredo, que concorreu a uma vaga de deputado federal em 2018, em conversa com o vereador Aldinei Potelecki, do PRB de Criciúma, avaliava que com a saída de Napoleão Bernardes do PSDB, Salvaro está entre os maiores líderes do partido e que deveria acontecer uma união de representantes da sigla das três regiões do Sul em torno de um nome para buscar espaço.

A referência ficou implícita para as eleições de 2022. 

A entrevista do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro deixou clara também certa disputa entre ele e o Governador Carlos Moisés, do PSL , que quer candidato a prefeito pelo partido na cidade. Salvaro não poupou alfinetada e afirmou que o criciumense ainda não viu ações do Governo.

Enviando Comentário Fechar :/