Líderes políticos e ligados ao setor saúde de todo o Estado estiveram ontem na Assembleia. De Criciúma foram dez vereadores
11/04/2019 08:59

A presença de lideranças ligadas ao setor saúde de todo o Estado foi decisiva ontem na Assembleia, para a derrubada do veto ao projeto de emenda do deputado José Milton Scheffer, do PP, que vai destinar cerca de R$180 milhões aos hospitais filantrópicos do Estado.

Em reunião acalorada pouco antes da sessão, representantes do governo sugeriram a retirada do projeto de pauta, o que foi colocado em votação no plenário, mas rejeitado.

O veto foi derrubado entre inúmeros discursos com justificativas muitas vezes questionáveis, como a "Objeção de consciência" , por 32 votos a dois. Os contrários, os deputados Jesse Lopes, do PSL e Bruno Souza, do PSB, que julgaram a proposta insconstitucional.

O "objeção de consciência" foi o termo utilizado pela deputada Ana Capagnolo, do PSL, para justificar seu voto a favor da derrubada do veto apesar de considerar a proposta inconstitucional.

Enviando Comentário Fechar :/