O presidente da Câmara de Vereadores de Içara, Itamar da Silva, do PP, em contato com o blog, se manifestou sobre o episódio envolvendo a vereadora Carla de Souza, do MDB, que o acusou de violência política de gênero.
04/08/2022 16:31

O presidente da Câmara de Vereadores de Içara, Itamar da Silva, do PP, em contato com o blog, se manifestou sobre o episódio envolvendo a vereadora Carla de Souza, do MDB, que o acusou de violência política de gênero.

“Eu não tenho nada contra a vereadora Carla. Eu a trato como a vereadora Sílvia e como a todos os outros vereadores integrantes do Legislativo de Içara. O que aconteceu foi que não era possível colocar uma emenda em votação, a vereadora se exaltou e eu pedi a ela que tivesse respeito comigo, inclusive dizendo a ela que caso um dia ela fosse presidente eu também a respeitaria”, alegou Itamar da Silva. 

O desentendimento entre os vereadores aconteceu na segunda-feira, 25 de agosto, quando haveria a cotação do projeto do piso das agentes de saúde e a ele foi acrescentada uma emenda para pagamento também de adicional de insalubridade. “O piso é regra nacional mas a insalubridade ainda está em discussão na justiça por isso, a emenda não foi avaliada e sem ser avaliada eu não poderia levar a plenário como solicitou a vereadora. Mas ela se descontrolou”, disse o presidente da Casa. 

Após o episódio, uma reunião foi convocada com a vereadora e a mesa diretora da Casa. “A vereadora já teve problemas com a vereadora Sílvia e com outros vereadores. O que nós gostaríamos é que ela tivesse mais respeito como todos e que pensasse mais em Legislar do que ficar de picuinha. Foi sobre isso que conversamos”, informou o vereador. “Eu tenho testemunhas que não fiz nada a mais do que manter a ordem na sessão, que é minha função enquanto presidente da Casa”, concluiu.

Enviando Comentário Fechar :/