A determinação é do presidente da Executiva do partido em Cocal do Sul, Antônio Rebelo Ricardo
20/12/2018 19:42

 A votação para a presidência da Câmara de Vereadores de Cocal do Sul é o motivo de abertura de processo administrativo contra o vereador Moisés dos Santos. Ele faz parte da chapa encabeçada pelo presidente eleito, Erik Pereira Zeferino, do PCdoB.

O PP no entanto tinha como candidato o pedetista Richardson Vieira. 

Confira a nota na íntegra:

" Após reunião extraordinária realizada na noite de quarta-feira (19), o presidente do Partido Progressistas de Cocal do Sul, Antônio Rebelo Ricardo determinou a abertura de processo administrativo interno para avaliar o desvio de conduta ética e moral do vereador do PP,  Moisés dos Santos.

 Conforme o presidente, a abertura do processo é justificada pela prática de infidelidade partidária do vereador decorrente dos fatos ocorridos na última sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores que elegeu a mesa diretora  para o ano de 2019.

 “A comissão de ética do PP irá avaliar a situação e emitir um parecer sobre o caso, que, de acordo com o estatuto do partido poderá levar a sua suspensão temporária e na pior das hipóteses, a expulsão com cancelamento de filiação partidária e cassação do seu mandado como vereador municipal”, relata Antônio" 

Leia Mais: Vereador do PCdoB eleito presidente da Câmara em Cocal

 

 

 

Enviando Comentário Fechar :/