Há nos bastidores da Assembleia Legislativa em Florianópolis a informação que o relatório da CPI da Ponte, elaborado pelo deputado Bruno Souza, do Novo, (FOTO), não passe pelo crivo da Própria Comissão. A votação está prevista para a próxima terça-feira
06/12/2019 08:40

Há nos bastidores da Assembleia Legislativa em Florianópolis a informação que o relatório da CPI da Ponte, elaborado pelo deputado Bruno Souza, do Novo, não passe pelo crivo da Própria Comissão. A votação está prevista para a próxima terça-feira. A avaliação é que houve certos “exageros” por parte do deputado, entre eles a inclusão do ex-governador Raimundo Colombo por ter “demorado” a rescindir o contrato com a empreiteira que reformava a Ponte Hercílio Luz a época de sua administração.

O site aliás,e a coluna que assinamos no jornal TN, foram os primeiros a divulgar no Estado entrevista com o então Governador afirmando que rescindiria o contrato. O ex-governador de fato o fez, e contribuiu para que a obra pudesse continuar e chegar a fase de inauguração, que acontece neste mês pelas mãos do Governador Moisés.

O relatório de Bruno Souza no entanto, não deve ser rejeitado exclusivamente pela inclusão de Raimundo Colombo apesar de ter soado como necessidade de um nome de peso para chamar a atenção. Há outros detalhes que passam a impressão de julgamento antecipado, segundo explicam bastidores políticos na Assembleia.

Caso as previsões se confirmem, o presidente da CPI, deputado Marcos Vieira, do PSDB, deve nomear novo relator para a realização de novo texto a ser apreciado novamente na própria Comissão e depois no plenário da Casa.

 

Enviando Comentário Fechar :/