Foram três votos a favor e quatro contrários á proposta lida há pouco no Legislativo. O relatório solicitava o arquivamento da CI do CriciúmaPrev
05/08/2019 15:20

 

O relatório do vereador Júlio Colombo, do PSB, que contrapôs item por item os apontamentos do documento de Ademir Honorato, do MDB, relativos a irregularidades no CriciúmaPrev, acaba de ser rejeitado pelos integrantes da CI. Foram três votos a favor e quatro contrários. O voto do presidente Júlio Kaminksi, do PSDB, foi o voto de desempate. 

Na principal questão da CI, de ter recursos em caixa e mesmo assim ter enviado projeto à Câmara para o pagamento da dívida do CriciúmaPrev, Júlio Colombo alegou que quando o atual prefeito assumiu, havia uma previsão de R$ 90 milhões em dívidas e que saltaram para o dobro. O vereador citou também sequestros de contas ocorridos e dívidas recentes como a do Pasep, de 2016.

Esse último também teve projeto aprovado na Câmara na última semana para parcelamento.

O líder do Governo, Aldinei Potelecki,do PRB, ao defender o relatório, avaliou como satisfatório. “Uma coisa é uma irregularidade , outra é crime. Irregularidade pode ser sanada, crime tem que ser punido”, argumentou.

Enviando Comentário Fechar :/