Ao todo, 65 senadores que assinaram a Moção de Apelo à Comunidade Internacional para o envio de insumos e vacinas contra a covid-19 para o Brasil. O objetivo é acelerar a imunização da população brasileira.
23/03/2021 20:55

O senador Dário Berger, do MDB,  foi um dos 65 senadores que assinou a Moção de Apelo à Comunidade Internacional para o envio de insumos e vacinas contra a covid-19 para o Brasil. O objetivo é acelerar a imunização da população brasileira.

O documento, aprovado nesta terça-feira pelo Senado, será encaminhado a todos os países membros do G20, organismos da Organização das Nações Unidas, ONU, especialmente a Organização Mundial da Saúde, OMS, países da OCDE, parlamentos europeu e inglês e Congresso americano, além de embaixadores do Brasil no mundo, embaixadores estrangeiros no Brasil, empresas produtoras de vacinas, e todos os presidentes das comissões de Relações Internacionais com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas.

A Moção foi apresentada pela senadora Kátia Abreu, do PP do Tocantins, na reunião remota da Comissão Temporária da Covid-19. Presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, ela apresentou um relatório segundo o qual o Brasil precisa de 100 milhões de doses de vacinas contra a doença com urgência, para que um terço da população seja imunizada e a curva de infecção diminua.

No relatório apresentado aos senadores, Kátia menciona publicação da revista digital Science Magazine, segundo a qual 11 países compraram vacinas em número muito maior ao de habitantes, havendo assim cerca de 3 bilhões de doses que provavelmente não serão utilizadas, e uma parte desse montante poderia ser cedida para o Brasil.

A ideia dos senadores é obter as 100 milhões de doses, a fim de adiantar o cronograma de vacinações apresentado pelo Ministério da Saúde, sendo possível inclusive devolver as que sobrarem, para que outras nações também sejam beneficiadas.

(Foto Agência Senado)

Enviando Comentário Fechar :/