O deputado estadual Kennedy Nunes, do PSD, diz que pelos depoimentos na CPI dos Respiradores o Governador sabia desde o início. Para esta semana, Kennedy vai vai solicitar que o presidente da Sindicância na Controladoria do Estado preste depoimento à CPI
28/06/2020 21:18

O sr vai apresentar requerimento para que o presidente da Sindicância realizada na Controladoria do Estado preste depoimento na CPI. Qual o motivo?

Porque no relatório foi colocado o óbvio. De uma forma mais técnica, mas que por exemplo não fala absolutamente ali na questão do erro da controladoria Geral. Eles apontam erros de funcionários, em empresas de órgãos... e o controlador? E a controladoria? Por que a omissão? Porque chegou tão tarde? Por que a Controladoria do Estado só chegou depois que a Controladoria Geral da União viu no Portal da Transparência a compra e anunciou? Não é possível o controlador simplesmente dizer: Ah porque era uma dispensa de licitação não entra no processo normal... Mas como a Controladoria Geral da União viu, avisou ele e depois ainda ele só entra quando estoura o processo... então queremos saber porque isso não entrou.

Na última semana aquela investigação relativa a compra de respiradores, feita pela Força-tarefa aqui em Santa Catarina, foi mandada para Brasília porque tem suspeita de participação do Governador Moisés no processo. A CPI já detectou algum indício de participação?

Nós detectamos pelos depoimentos que tivemos, a certeza que o Governador sabia desde o início...

Mas isso quer dizer que ele participou?

Não. Ele é ordenador primário. Não adianta agora o Governador querer dizer que governador não se preocupa com compra. Ele é responsável sim. Se o Governador não sabia é um erro. Se ele sabia e aconteceu é pior ainda. Então os dois erros, a omissão e o não saber não cabe na roupa de governador.

Mas isso é suficiente para pedir afastamento do Governador?

Não. Nós temos que apurar ainda. Mas olha só... O Helton disse na acareação que o Governador ficou sabendo no dia 15 de abril . Na acareação o Douglas disse que o Governador ficou sabendo no dia 22 de abril. A Márcia disse que o Governador sabia dia 27 de março. No dia 26 de março na live, o Governador conversa sobre o assunto com o Helton. E o Governador quando sobe o processo para o STJ, para a sociedade ele diz:  eu só fiquei sabendo dia 20 de abril. Perá lá, mentira, ele sabia desde o dia 26. Quando a empresa de Joinville resolveu sair do processo porque foi pedido comissão a última mensagem foi a seguinte: envia porque eu tenho informações que o Governador já liberou e amanhã fazem o pagamento: dia 26. Na live do dia 26 de março, o Governador diz estamos conversando com empresas que tem expertise em importação de produtos como esse e diz assim: e os preços aumentaram muito não é Helton? E o Helton fala é realmente os preços agora é cento e pouco e tal. E ali a negociação do valor fechado em R$ 168 mil para R$ 165 mil reais cada respirador, foi no dia 23. Ou seja, existe sim a ciência do Governador.

 

O sr acredita que mais algum secretário do Governo de Moisés pode cair?

Uns...

O que quer dizer uns?

Mais de um... O controlador tinha que ter saído já, o secretário da saúde atual tem que sair e isso, estamos falando dos Respiradores porque se formos falar da SCPar caiu toda a diretoria. 

 

Enviando Comentário Fechar :/