Por unanimidade, o Tribunal julgou improcedente Ação do PSB Nacional que pedia a cassação do deputado estadual Bruno Souza, sem partido, por infidelidade partidária. Caso houvesse a cassação, o deputado Cleiton Salvaro assumiria a cadeira
17/10/2019 19:37

Por unanimidade, o Tribunal regional Eleitoral de Santa Catarina julgou improcedente Ação do PSB Nacional que pedia a cassação do deputado estadual Bruno Souza, sem partido, por infidelidade partidária.

A principal alegação do PSB nacional é referente a denúncia de que Bruno Souza teria fraudado, junto com Nazareno Martins, as datas de desfiliação, visando a impedir a impedir ações na justiça solicitando os mandatos.

O Tribunal reconheceu justa causa na desfiliação de Bruno Souza.

Neste momento, o TRE julga a Ação referente a Nazareno Martins, pelo mesmo motivo. Caso houvesse a cassação, assumiria o primeiro suplente, Cleiton Salvaro, do PSB de Criciúma.

Enviando Comentário Fechar :/