A briga entre PSD e MDB em razão de denúncia protocolada em Chapecó contra Gelson Merisio adentrou a madrugada nos tribunais
06/10/2018 10:07

A briga entre os candidatosao governo de Santa Catarina pelo MDB, Mauro Mariani e pelo PSD, Gelson Merísio, adentrou a madrugada deste sábado nos tribunais e terminou com a vitória de Mariani.

O Tribunal Superior Eleitoral acatou pedido da Coligação encabeçada pelo candidato do MDB e reformou acórdão do TRE-SC, cassando o direito de resposta do candidato Gelson Merísio.

Com isso, a coligação teve validados seus comerciais pelo ministro Luis Roberto Barroso, que ainda suspendeu as 18 inserções de TV que seriem exibidas hoje e que tinham como objetivo contestar a propaganda veiculada pelo MDB em seu horário político.

A ação cautelar foi assinada pela Dra. Katherine Schreiner, advogada da Coligação.

O caso em questão é a denúncia protocolada em Chapecó contra Gelson Merísio e que acusa suposto enriquecimento ilícito do candidato. Ele havia alcançado direito de resposta no TRE em Santa Catarina e o caso foi ao TSE nesta noite.

Durante o julgamento de direito de resposta no TRE, O procurador Regional Eleitoral Marcelo da Mota determinou o arquivamento do conteúdo eleitoral da denúncia protocolada em Chapecó contra o candidato do PSD ao Governo do Estado, Gelson Merísio, que foi replicada para o TRE.

 O Procurador explicou que a declaração de bens de Merísio é a mesma apresentada à Receita Federal, por isso o arquivamento.

Os demais itens da denúncia, no entanto, e que envolvem suposta "ocultação de bens" devem, se o Ministério Público julgar procedente, ser investigados em Chapecó.

Enviando Comentário Fechar :/