O responsável pelo restaurante foi preso na Operação Bocas Famintas, que investiga possível desvio de carnes que seriam utilizadas na merenda das crianças da Afasc
25/10/2019 19:31

Diante do fato de o empresário responsável pelo restaurante da Unesc, que é tercerizado, ter sido preso na  Operação Bocas Famintas, da Polícia Civil de Criciúma, o comando da Universidade agiu rápido e rompeu o contrato.

Em nota distribuída via redes sociais, a reitoria comunica suspensão das atividades  do restaurante Universitário do Campus e do IParque e informa que está “diligenciando” para o rápido reestabelecimento do serviço.

 A Operação " Bocas Famintas" , iniciada nesta semana em Criciúma, investiga possível desvio de carnes que seriam destinadas a merenda escolar das crianças da Afasc. Na entrevista que concedeu nesta tarde ao Jornalista Arthur Lessa, da Rádio Som Maior, o delegado Túlio Falcão responsável pelas investigações, disse que alguns compradores de carne procuraram espontaneamente a Polícia para conceder informações.

A polícia recebeu também uma denúncia de que haveria no Bairro Universitário o proprietário de um Restaurante que estaria “distribuindo” carnes. Ele teria ordenado que funcionários retirassem os rótulos das carnes e acondicionassem em outras embalagens.

A Polícia, segundo relato do delegado, esteve no local,  encontrou os rótulos e apreendeu 70 quilos de carne.

As investigações continuam.

Enviando Comentário Fechar :/