Nicola Martins refere-se à filiação do ex-prefeito Márcio Búrigo, adversário político de Salvaro em Criciúma
06/09/2019 08:29

O presidente do PL de Criciúma, Nicola Martins, enfatiza na entrevista que concedeu ao site, que o cenário de 2020 em Criciúma passa principalmente pelo senador Jorginho Mello e antecipa que a meta do partido é eleger dois vereadores na cidade, sem pelo menos por ora estar com foco na possibilidade de compor em majoritária.

Questionado sobre dificuldades de compor com o atual prefeito, Clésio Salvaro, do PSDB, em virtude da filiação de Márcio Búrigo, adversário político de Salvaro, Nicola avalia que independente de filiados, o PL vai encaminhar o melhor projeto.

Mais que isso, ele lembra de sua saída do PP em 2016, do convite de Jorginho Mello para a filiação ao então PR e o trabalho realizado nas eleições de 2018 com a eleição do senador. Emite sinais de que o território foi demarcado e que não há espaço para  decisões isoladas,  mas de grupo.

O ex-prefeito de Criciuma, Marcio Burigo, oficializou sua entrada no PL e está trabalhando pela organização do partido em Criciuma e região. O que o fato acrescenta para o crescimento do partido?

 O PL é um partido em crescimento em todo o estado. A liderança do senador Jorginho Mello é o que representa esse crescimento e orienta todo esse trabalho. O partido tende a crescer muito em toda Santa Catarina, não somente no Sul. Aqui, queremos eleger prefeitos, vice-prefeitos e muitos vereadores.

 O PL já tem em Criciuma uma nominata completa de pré-candidatos a vereador? Qual a expectativa de eleição proporcional no partido?

 Completa não há, estamos em construção e sempre há espaço para pré-candidatos que queiram vir para somar. Nosso foco tem que ser em novos candidatos, novas lideranças, novas caras. Criciúma tem muitas lideranças que merecem participar do processo político e a cidade merece a participação deles na política. O PL busca eleger dois vereadores no nosso município.

 O fato de Marcio Búrigo ser adversário político de Clésio Salvaro, até que ponto interfere numa possível presença do PL em coligação com o PSDB em 2020?

Sobre a eleição de 2020, vamos debater em 2020. A decisão passa pelo senador Jorginho Mello e pelos pré-candidatos a vereador e filiados. Minha relação com o prefeito Salvaro é muito boa e estamos fazendo um grande trabalho pelo Esporte de Criciúma. Estou no PL desde 2016, quando saí do PP, sendo convidado a integrar o partido pelo senador Jorginho construindo um projeto para o partido no Sul, que culminou com um grande resultado para ele na região. Foram mais de 32 mil votos só em Criciúma. Um trabalho de grupo.

 Existe acordo para que Marcio Búrigo não interfira na eleição em Criciuma em 2020 mantendo neutralidade em caso de coligação com o PSDB? 

 O PL é um partido de grupo. Vamos encaminhar o melhor projeto, independente de filiado X ou Y.

 O PL vislumbra eventualmente possível participação na majoritária em Criciuma em 2020?

 O foco principal é em eleger dois vereadores. A participação em majoritária depende das oportunidades, da construção e da viabilidade, baseada em pesquisas.

 Qual sua visão sobre o cenário em Criciúma para as eleições do próximo ano? Quantos candidatos? 

 Estamos muito distantes ainda da decisão. Criciúma tem tradição em definições nos últimos dias. O cenário ainda está muito aberto.

 Na sua opinião, quem será o adversário de Clésio Salvaro em 2020?

 Como falei, o cenário ainda está muito aberto. O fim das coligações proporcionais tende a fazer com que surjam em quase todas as siglas pré-candidatos a prefeito, a fim de chamar candidatos a vereador. É uma tendência. Mas até a definição, muita coisa vai acontecer.

Enviando Comentário Fechar :/